Agenda des événements

26.05.2017

Filtrer événements

Thèmes

Lieu

À faire

«Rigoletto», de Giuseppe Verdi - Ópera del Mediterraneo


Pour:26.05.2017

Ville: Porto

Où : Coliseu do Porto

Corcunda e bobo da corte, Rigoletto é um homem mal-amado, que todos goza e por todos é desprezado. A sua única alegria é Gilda, a sua amada filha. Ao descobrir que o mulherengo Duque de Mântua a seduzira, deixa-se consumir pelo ódio e contrata o seu assassinato. Ao descobrir este esquema, Gilda intervém e a tragédia abate-se sobre todos.Composta por Giuseppe Verdi, com libreto de Francesco Maria Piave, Rigoletto é uma ópera em 3 atos, baseada na peça de teatro Le Roi S'amuse, de Victor Hugo. Estreada no Teatro La Fenice de Veneza em 11 de Março de 1851, Rigoletto é uma das mais apresentadas na atualidade.

 

Où nous trouver

À faire

«Fado à Mesa» - Sara Paixão, Pedro Marão e Diogo Aranha


Pour:26.05.2017

Ville: Porto

Où : Casa da Música do Porto (Cdm)

É com o fado que se constroem as noites mais emotivas do Restaurante Casa da Música, com a presença de três intérpretes de qualidade reconhecida. Diogo Aranha, o anfitrião, é natural do Porto e presença habitual nas mais consagradas casas de fado do país. A noite conta ainda com Sara Paixão e Pedro Marão, que nos apresentam o melhor da canção nacional com a sua sensibilidade, expressão e identidade.

 

Où nous trouver

À faire

Tiago Nacarato ao vivo


Pour:26.05.2017

Ville: Porto

Où : Casa da Música do Porto (Cdm)

Tiago Nacarato é um dos cantautores mais proeminentes da nova geração do samba em Portugal. O portuense de raízes brasileiras apresenta-se num concerto que junta os dois sotaques da sua herança cultura. Ao lado de grandes músicos da sua geração - Fábio Almeida (saxofone), Reinaldo Costa (teclado), Lucas Wink (bateria) e Tomás Marques (baixo) - vem à Casa da Música apresentar uma nova perspectiva sobre o seu repertório.

 

Où nous trouver

À faire

«O Tratado da Senhora Clap», de Marta Duque Vaz


Pour:27.05.2017

Ville: Braga

Où : Theatro Circo de Braga

Espectáculo com concepção de As Penélopes, direção de Cadu Cinelli, dramaturgia e letras de Francisco Abreu, interpretação de Bruno Trindade, Clara Serejo, Débora Rodrigues (standing), Elenise Bandeira de Mello, Liv Izar e Vinicius Domingues, cenário de Cadu Cinelli, desenho de luz de Rodrigo Menezes, adereços e bordados de Cláudia Mendes, figurinos de Liv Izar.Uma conferência sobre a Arte de Bater palmas é interrompida pela aproximação de um perigo iminente. Diante disso, um grupo de aplausologistas decide reviver os princípios do célebre 'Tratado universal sobre a arte de bater palmas em situações alegres ou tristes' escrito por sua mestra, a Senhora Clap, e recrutam o público para mergulhar nesse incrível estudo. O espetáculo é baseado no livro homónimo integrado no Plano Nacional de Leitura e aclamado pela crítica lusitana como um dos melhores editados em 2015, em Portugal.Com um elenco afinado, a peça conta ainda com primorosa condução musical em piano ao vivo de composições de Bach, Chopin, Beethoven, Mozart, Villa-Lobos e Ernesto Nazareth.

 

Où nous trouver

À faire

«Álvaro Siza Vieira: Visões de Alhambra»


Pour:28.05.2017

Ville: Porto

Où : MAC de Serralves

Em 2011, o arquiteto venceu um concurso para a criação de um novo acesso e centro de visitantes para o complexo de Alhambra. Um conjunto de desenhos e esboços, maquetas e também cinco filmes mostrará aos visitantes aquilo que se pode considerar um dos mais importantes desafios da sua carreira. Esta exposição, anteriormente apresentada no Aedes Architecture Forum, Berlin (2014), no Vitra Design Museum, Weil am Rhein, Alemanha (2014), no Patronato de la Alhambra y Generalife, Granada (2015), no Nasjonalmuseet - Arkitektur, (2015) e este ano no Aga Khan Museum, Toronto (2016), apresenta os desenhos e as maquetas que o arquiteto produziu enquanto concebia aqueles equipamentos, permitindo um acesso privilegiado ao processo criativo do arquiteto.A Alhambra, localizada em Granada, Espanha, é um rico complexo palaciano e fortaleza que alojava a corte do Reino de Granada. Exibe alguns dos mais famosos elementos da arquitetura islâmica na Europa, juntamente com estruturas cristãs do século XVI e intervenções posteriores em edifícios e jardins. Álvaro Siza foi muito influenciado pelas visitas desde criança a Granada, e especificamente a Alhambra, principalmente pela sua particular fusão entre paisagem natural e artificial, pelas qualidades espaciais únicas dos seus pátios, a articulação singular de volumes, a importância dos jogos de luz e sombra.

 

Où nous trouver

À faire

«O Nosso Desporto Preferido: Futuro Distante», de Gonçalo Waddington


Pour:28.05.2017

Ville: Porto

Où : Teatro Carlos Alberto (TeCa)

Coprodução Teatro Nacional São João / São Luiz Teatro Municipal, com texto original e encenação de Gonçalo Waddington, interpretação de Carla Maciel, Crista Alfaiate, Gonçalo Waddington, Tiago Lima e Vânia Rovisco, cenário e figurinos de Ângela Rocha, música original de Bruno Pernadas, desenho de luz de Nuno Meira.Em 'O Nosso Desporto Preferido: Futuro Distante' mostramos o que serão, daqui a cem mil anos, os Seres Humanos de uma Civilização do Tipo 3. Consumidos pelo tédio, três mulheres e dois homens dedicam-se a esperar pela morte. Os seus corpos têm uma durabilidade cem vezes maior da que a dos seus antepassados, tempo não lhes falta. O seu único desejo é conseguir que uma mensagem que atravesse o Espaço-Tempo e alerte os seus criadores - no passado - para a tragédia que irão desencadear com as suas experiências. Entretanto, dedicam-se à compreensão da Filosofia, da Arte, da Religião e das Ciências humanas, sociais e políticas. Conversam e jogam badminton.

 

Où nous trouver

À faire

«Máscaras Contemporâneas: "Os Espectadores"» - Fernando Moreira


Pour:29.05.2017

Ville: Vila Real

Où : Teatro de Vila Real

Fernando Moreira (1968, Porto) é mestre em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. É também actor, encenador e dramaturgo. Trabalhou em diversas estruturas de teatro, como Teatro Nacional São João, Teatro Nacional D. Maria II, TEP, Seiva Trupe, Visões Úteis, Panmixia, Culturgest, Teatro Académico Gil Vicente, entre outras. Trabalhou com os encenadores Ricardo Pais, Nuno Carinhas, Rogério de Carvalho, Nuno Cardoso, Giorgio Barbieri Corsetti, Júlio Castronuovo, Nuno M Cardoso, António Feio, Paulo Castro, Nino Mangano, Norberto Barroca, entre outros. Interpretou alguns dos clássicos da dramaturgia universal e vários autores contemporâneos. É co-fundador da Astro Fingido, Associação Cultural.

 

Où nous trouver

À faire

«Projeto Sonae//Serralves - Haegue Yang: Parque de Vento Opaco em Seis Dobras»


Pour:04.06.2017

Ville: Porto

Où : MAC de Serralves

Para esta edição do Projeto Sonae//Serralves, o Museu de Arte Contemporânea de Serralves apresenta 'Parque de Vento Opaco em Seis Dobras' da artista coreana Haegue Yang (Seul, 1971) nos jardins do Parque de Serralves. A obra expressamente encomendada é composta por cinco torres parcialmente arqueadas de dimensões variáveis construídas em tijolo e ligadas por meio de uma disposição geométrica de lajes. Ocupando uma área de cerca de 70 metros quadrados, este ambicioso complexo escultórico convida o observador a caminhar pela paisagem híbrida das suas múltiplas estruturas.A abordagem escultórica de Yang recorre ao traçado de geometria islâmica, nomeadamente a forma do hexágono, criado por uma subdivisão do círculo em seis partes, ou dobras, iguais. Unidades quadradas de 72 x 72 cm delimitam o espaço coberto pelas lajes e pelas torres de alturas variáveis construídas com tijolo de barro cozido, numa acumulação de configurações geométricas. Os três tons cromáticos diferentes dos tijolos contribuem para o esquema ornamental das torres e das suas fachadas interligadas. Embutidas no complexo construído por Yang há diversas espécies de plantas e vegetação, incluindo suculentas, heras e gramíneas, destinadas a crescer, trepar, florir e morrer ao longo de um ano que durará a presença da obra encomendada nos jardins de Serralves.

 

Où nous trouver